Avelino Ferreira, 63 anos, brasileiro, casado, sete filhos, sete netos. Jornalista; escritor; professor de Filosofia.







quarta-feira, 29 de julho de 2015

Câmara terá curso de gestão da saúde pública em parceria com a UFF

A diretora da Escola Municipal de Gestão do Legislativo (Emugle), advogada Cláudia Oliveira, se reuniu nesta quinta-feira (23) com a apoiadora institucional das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) da Secretaria Municipal de Saúde de Campos, a dentista Renata Colodete.
A reunião teve o objetivo de acertar os últimos detalhes do curso Gestão da Saúde Pública, que será oferecido pela Emugle, em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), para os médicos, dentistas e enfermeiros das equipes das UBSF.
– Este curso de capacitação tem o objetivo de valorizar o servidor público municipal. O curso será ministrado em conjunto com a UFF, com certificação emitida pela Universidade. Será um curso com carga horária de 40 horas. As matrículas estarão abertas em breve no site da Emugle (www.emugle.com.br) – ,informa Cláudia.

– Este curso irá fortalecer as Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) com a qualificação dos profissionais destas equipes. Atualmente temos 26 unidades no município, sendo 11 delas implantadas e 15 em fase de instalação – , informa  Renata.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Jogos Pan Americanos - uma reflexão

Nadador Thiago Pereira liderou o grupo de atletas brasileiros na abertura do Pan
Foto: Jonne Roriz / Exemplus / COB / Divulgação

As pessoas acompanham o quadro de medalhas dos Jogos Pan Americanos (que terminam no próximo domingo) e a mídia, como não poderia deixar de ser, faz alarde sobre as conquistas dos nossos atletas que, sem dúvida, têm uma boa performance em relação aos países mais pobres do continente americano.

Porém, para além da massagem no ego de cada um de nós, devemos estar atentos para alguns dados que demonstram o quanto as nossas elites são injustas com o nosso povo e, obviamente, com os investimentos em educação, cultura e esporte.

A divisão da riqueza no Brasil é uma das piores (se não for a pior) do mundo. Se levarmos em conta a população e o produto interno bruto, ou seja, nossa riqueza global. Vamos constatar que os ricos são muito ricos e os pobres, muito pobres.

Com 200 milhões de habitantes e um PIB de 2 trilhões e 200 bilhões de dólares, teríamos que estar muito bem em todas as esferas, principalmente em relação à Colômbia, com seus 48 milhões de pessoas e um PIB que não chega a 530 bilhões de dólares. Muitos mais que Cuba, que tem 11 milhões de habitantes  (10% da nossa população) e um PIB de 121 bilhões de dólares, ou seja, 5% do nosso.

As disparidades são tão impressionantes que parecem não ser verdadeiros. Eu mesmo estranho algumas vezes. Será que estou errado?, pergunto. Mas pesquiso aqui e ali e constato que é verdade. E repasso para os leitores tirarem suas conclusões.

Viva os nossos atletas! Mas, enquanto nação, estamos muito mal.

Abaixo, dados sobre os quatro países que mais se destacam nos atuais jogos Pan Americanos:

EUA
População: 318,9 milhão (2014)
PIB: 16,77 trilhão USD ‎(2013)
PIB per capta:  51,7 mil USD (2014)
Expectativa de vida: 78,74 anos ‎(2012)
CANADÁ
População: 35,16 milhão (2013)
PIB per capta: 51.958,38 USD ‎(2013)
PIB: 1,827 trilhão USD ‎(2013)
Expectativa de vida: 81,24 anos ‎(2012)
BRASIL
População: 202,7 milhão (2014)
PIB:  2,2 trilhão USD (2013)
PIB per capta: 11,7 mil USD (2014)
Expectativa de vida: 73,62 anos (2012)
COLOMBIA
População: 48,32 milhão (2013)
PIB: 526.5 bilhões USD (2013)
PIB per capta: 12,1 mil USD (2013)
Expectativa de vida: 73,98 anos (2013)
CUBA
População: 11,27 milhão (2013)
PIB: 121 bilhão USD (2012)
PIB per capta: 6,8 mil USD (2013)
Expectativa de vida: 79,07 anos (2012)

Quadro de medalhas dos 10 países mais bem colocados dos Pan Americanos de 1951 a 2011. Sequência de Ouro – Prata – Bronze:
1 -  EUA - 1.861 - 1.379 - 932 – Total:  4.172
2 -  Cuba - 839 - 566 - 527 – Total: 1.932
3 -  Canadá - 377 - 586 - 733 –Total:  1.696
4 -  Brasil - 287 - 319 - 460 –Total: 1.066
5 -  Argentina - 279 - 305 - 407 – Total: 991
6 -  México - 197 - 258 - 460 –Total: 915
7 -  Venezuela - 85 - 183 - 257 –Total:  525
8 -  Colômbia - 82 - 134 - 195 – Total: 411
9 -  Chile - 38 - 86 - 133 – Total: 257
10 - Porto Rico - 27 - 79 - 121 –Total:  227

Quadro de medalhas (os 10 melhores colocados no PAN 2014) até 21/07/2014 (sequência de Ouro – Prata – Bronze:  
1 – Estados Unidos -  69 59 55 Total: 183.
2 - Canadá - 59 53 48 Total: 160
3 - Brasil - 32 32 46 Total: 110
4 - Colômbia -  25 8 26 Total: 59
5 - Cuba -  24 19 30 Total: 73
6 - México -  15 23 31 Total: 69
7 - Argentina -  11 22 24 Total: 57
8 – Guatemala - 6 0 2 Total: 8
9 – Venezuela - 5 14 10 Total: 29

10 - Equador -  4 8 11 Total: 23

Balanço positivo da Câmara de Vereadores

Edson Batista, presidente do Legislativo
A Câmara Municipal de Campos divulgou o balanço das atividades desenvolvidas no primeiro semestre de 2015. No período, segundo o redator de atas, Álvaro Barros, foram apresentados 104 projetos de lei e realizadas 54 sessões ordinárias, quatro sessões extraordinárias, quatro sessões solenes, além de 1.211 requerimentos e indicações simples.
A Casa expediu ainda 1.291 ofícios e promoveu dez audiências públicas para debater temas relevantes como a maioridade penal. Foram lançados também documentários sobre a vida e obra da heroína campista Benta Pereira e do patrono da Aviação do Exército, Ricardo João Kirk.
Até a primeira terça-feira de agosto, os vereadores estarão em recesso parlamentar. A prática é comum em julho no Legislativo da maioria das cidades brasileiras, embora o presidente da Casa, vereador Edson Batista, tenha anunciado no encerramento das atividades plenárias, no dia 30 de junho, que o mês não seria de descanso para os vereadores.
Na ocasião, ele disse que a reformulação do regimento interno da Câmara seria uma das matérias a ser apreciada durante o recesso. “Vamos discutir o anteprojeto de revisão do regimento interno para começarmos o mês de agosto com um novo texto”.
A votação da Lei de  Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano  de 2016 — Projeto de Lei nº 065/2015, do Executivo Municipal —, ocorreu durante o recesso parlamentar, no dia 8 de julho, em uma sessão que durou mais de 9 horas. Durante o recesso, caso seja necessário, o presidente poderá convocar sessão extraordinária.
(Matéria do site Campos 24 horas)

domingo, 19 de julho de 2015

"Se o povo pedir, as Forças Armadas estão preparadas" - diz militar do Exército

“As Forças Armadas estão preparadas”

Eros Sanches é um sargento do Exército em uma unidade militar de Santa Catarina. Ele postou um comentário em sua página no Facebook, criticando os que criticaram a continência militar durante a execução do Hino Nacional nos jogos Pan Americanos.

Seu comentário deu margem a muitos outros, que revelaram posições políticas de alguns e do próprio Sanches, até que uma pessoa, chamada Letícia Muller, criticando o governo do PT, disse que “todo o sistema” deveria ser mudado. E o militar, então, disse que basta o povo pedir que eles estão preparados para o golpe, que ele chamou de excessão, como poderão ler abaixo. 

O fato parece sem importância, mas é preocupante, quando sabemos que a crise econômica está gerando uma crise política e muitos que não usam o bom senso estão pedindo a cassação de Dilma e outro, o retorno dos militares ao poder. Apenas para reflexão, reproduzo:

• Letícia Miller: Concordo plenamente contigo amigo Eros José Sanches, também não vou entrar em discussão pela forma como votamos, "urnas eletrônicas" que particularmente eu acho que podem ser "fraudáveis" , mas isso é opinião minha, só não entendo uma pessoa se eleger com a maioria dos votos e pouco tempo depois tem só 10 % de aprovação.... mas sei que nem adianta discutir isso, teria que mudar todo sistema! Abraços amigo!

• Eros José Sanches Há solução, Leticia Muller: "mudar todo o sistema". Para isso temos que entrar em um Regime de Exceção. É só o povo pedir que as Forças Armadas fazem o resto.

Resposta minha ao Sargento Eros Sanches, em sua página, no Facebook: 

Caro Sanches, sobre o comentário que fez acerca da "opinião" de Letícia, de que as Forças Armadas atenderão o povo e darão um novo golpe, quero dizer que isso já é algo que deve ser divulgado mais amplamente, como tem feito o Bolsonaro, por exemplo. Os militares, obedientes ao comando das elites (estrangeiras e brasileiras), deram um golpe e impediram o desenvolvimento da nação. Ajudaram o desenvolvimento de uma pequena parte da nação, que enriqueceu, enquanto a outra parte, maior, tornou-se cada vez mais espoliada e miserabilizada. 

Os EUA, então, exigiram o fim da ditadura, pois queria o aumento do consumo. Melhorou um pouco nas últimas décadas, mas grande parte ainda vive na miséria e os ricos ficam cada vez mais ricos. Temos que dar um jeito nisso, mas democraticamente. Quando você diz que, se o povo pedir, as Forças Armadas darão o golpe, resta saber que "povo" é esse? Seria o mesmo que foi às ruas em 1964, com a Marcha da Família com Deus pela Liberdade"? Mas ali estavam justamente as elites que temiam um governo popular, uma reforma agrária, uma divisão de renda, enfim, que tanto precisamos. A maioria do nosso povo nem sabia o que estava acontecendo. 

Então, cabe a pergunta: que povo? Por outro lado, garanto a você, que não viveu aqueles tempos, a não ser como mero espectador de uma fase final do regime, que as Forças Armadas não estão em condições de dar golpe. Elas só deram, àquela época (em vários países da América Latina) devido à Guerra Fria e o apoio dos EUA. Hoje, não teriam apoio dos EUA. 

Os militares existem, repito, para obedecerem as ordens civis. Assim como nos EUA. Jamais para governarem. Até porque já provaram sua incompetência político/administrativa. O povo paga aos militares não para darem golpes, mas para defenderem a pátria, se esta correr perigo.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Maria Fuxico - artesanato regional em Goitacazes

(Matéria e fotos do site Ururau)
Vera Vasconcelos

O projeto Maria Fuxico, baseado na casa da Paróquia São Gonçalo, em Goitacazes, está resgatando a lenda campista do Ururau da Lapa com artesanatos temáticos do lendário jacaré, feitos com material reciclado.

Na tarde dessa quarta-feira (15/07), o grupo organizou um evento de divulgação na casa, com objetivo de mostrar os produtos à venda. As artesãs confeccionaram também um catálogo com todas as peças.

Entre as muitas peças expostas estão panos de prato, bolsas, relógios, luminárias e cadernos, feitas de fuxico, bordados e folhas de bananeira, entre outros materiais.
A artesã Vera Vasconcelos, natural de Recife, e que trabalha com fuxico desde os 10 anos de idade, contou que a ideia do grupo é resgatar lendas de Campos e dos municípios vizinhos.


“A história do Ururau da Lapa é muito bonita, rica e encantadora. Vamos fazer esse resgate ao mesmo tempo em que mostramos nossa arte”, explicou.

Segundo a artesã, as artistas estão na casa da paróquia desde outubro de 2014, mas já estavam em Goitacazes desde 1988, quando ficaram instaladas na Casa de Cultura José Cândido de Carvalho.

Vera disse ainda que em tempos de crise econômica, o grupo busca ser autossustentável e proteger o meio ambiente, usando obra prima reciclável.

“Queremos apresentar as obras para o maior número de pessoas possíveis. Conseguir viver delas e ajudar no turismo”, disse.

Uma inovação pensada por Vera é a união do artesanato com a moda, pois para ela, “tudo que vestimos é artesanato, vamos usar os temas de cama, mesa e banho nas roupas”.

A gerente de Turismo da Prefeitura de São Fidélis, Lulu Assumpção, esteve no evento e contou que a iniciativa das artistas é muito importante, pois elas reavivam a cultura de raiz.
“Elas realizam obras lindas, e não desistem de levantar a arte da cidade”, contou.


O espaço utilizado pelo grupo de artesãs e donas de casa da zona rural de Campos, funciona como oficina para adultos e adolescentes a partir dos 12 anos.

Além das aulas ministradas na casa, oficinas também são oferecidas para detentas do Presídio Feminino Nilza da Silva Santos e dependentes químicos.

Vera leva a arte do fuxico a dependentes químicos e Ana Lúcia Pessanha ensina artesanato feito com folhas de bananeiras para as presidiárias.

“Esse trabalho no presídio é muito gratificante. Tem gente de todo tipo. Elas conversam muito e são muito carentes”, explicou Ana.


O grupo lançou, também, uma encadernação de um cordel sobre a lenda do Ururau da Lapa. "O cordel faz parte da cultura brasileira, e a lenda campista tem um grande apelo, trata de uma donzela, um rapaz apaixonado e do jacaré do sino da Lapa", finalizou.

(Matéria do jornal virtual Ururau - reportagem de Amaro Mota)

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Câmara de Campos produz documentário sobre Saldanha da Gama

O almirante campista Luís Felipe Saldanha da Gama, grande nome da Marinha do Brasil, terá um documentário inédito produzido pela TV Câmara/Campos. As gravações começaram está semana no Rio de Janeiro. Além de ouvir almirantes, um deles autor de um livro sobre o campista, as filmagens aconteceram na Escola Naval, Biblioteca da Marinha e no acervo da Ilha Fiscal.
Nascido em 7 de abril de 1846, Saldanha da Gama foi almirante da Marinha. Participou da Guerra do Paraguai, Revolta da Armada e da Revolução Federalista. Conhecido como almirante Saldanha da Gama foi diretor da Escola Naval e fundou o Clube Naval. Morreu durante uma batalha da Revolução Federalista na cidade de Campo Osório (RS), em 1895.
Um dos autores do livro “Diário de Correspondências do Almirante Saldanha da Gama”, o almirante Hélio Leôncio Martins, sobrevivente da II Guerra Mundial, hoje com 100 anos, ainda conta toda a história de Saldanha.
“Ele se apaixonou pelo navio aos nove anos. O navio era sua catedral. O pai o fez viajar pelo mundo para prepará-lo para ser um grande homem. Ele foi brilhante como capitão de fragata. Com os navios mais perfeitos, tinha muito prestígio e levou a Escola Naval ao caminho que queria, tanto que seus alunos o adoravam. Reproduzir toda essa história em televisão é extremamente útil”, afirmou o especialista na Revolta da Armada, durante a gravação.
Em seguida o almirante Armando de Senna Bittencourt, diretor do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, ressaltou a postura do campista. “O que se deve ressaltar é o fato dele se esforçar para melhorar a todo instante. Se educando e sendo um homem melhor”.
Durante uma visita a Fundação Casa de Rui Barbosa, em busca de informações em documentos da época, a equipe também gravou com o campista Luiz Felipe Carvalho Alvarenga, que recebeu este nome em homenagem a Saldanha da Gama.
“Me sinto honrado em ter este nome. Meu pai o escolheu não só pelo almirante, mas também pelo Clube de Regatas Saldanha da Saldanha, que sempre frequentamos. Acho importante a Câmara (de Vereadores de Campos dos Goytacazes) contar essa história que ficará para as futuras gerações “, disse o jovem.
(Matéria do site da Câmara)

segunda-feira, 13 de julho de 2015

União confirma canal aberto de TV para a Câmara de Campos

Edson Batista

A TV Câmara Campos foi confirmada como uma das TVs legislativas com canal aberto no país. Na última semana o Diário Oficial da União trouxe a publicação do Ministério das Comunicações confirmando a concessão do canal aberto para a TV legislativa campista.

No próximo dia 15, o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista, terá uma audiência em Brasília, com o Ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini.

“Neste encontro irei, juntamente com o deputado federal Paulo Feijó, agradecer a agilidade e a boa receptividade do ministério ao nosso pedido. Todo o processo levou dois anos para ser concluído e contou com o apoio, inicialmente do então deputado federal Anthony Garotinho e, em seguida, de Feijó”, explicou Batista.

Foi estabelecido o canal 19 com multiprogramação, distribuindo o sinal para 4 canais. Sendo o canal 19 para a TV Câmara Federal, o 19.1 para a TV Senado, 19.2 para TV Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) e 19.3 para a TV Câmara Campos.


Agora a TV Câmara Campos segue com o processo de homologação, levantamento dos itens necessários para a montagem e instalação dos equipamentos. “Essa é uma conquista da Câmara e da população campista, que será a primeira do interior do estado a contar com sua TV Câmara em canal aberto”, disse o presidente do Legislativo.
(Matéria do site da Câmara)

domingo, 12 de julho de 2015

Vereador Mirim de Campos em concurso nacional


Campos conta com um representante no Concurso Nacional de Oratória da Junior Chamber International (JCI). O vereador mirim da Câmara Municipal campista, Ryan Sardinha Nogueira, está na cidade de Marechal Rondon (PR) onde participa da primeira etapa nacional da competição que começou na sexta-feira (10) termina neste sábado (11). Este ano o tema é “Minha cidade precisa de mim. Qual o meu papel?”. A grande final nacional será em Campinas (SP).
“Estou feliz em participar e representar minha cidade. Trabalhei mais o meu texto, retirando algumas partes e acrescentando informações. Estou confiante e acredito muito em princípios aplicados, ou seja, muito estudo e meditação do meu texto. Esta é a primeira vez que vou viajar de avião e estou ansioso”, diz o estudante de 12 anos, do Colégio Estadual João Batista de Paula Barroso.
Em seu discurso o jovem vereador lembra a importância e dar exemplo para as futuras gerações e visitantes de sua cidade. “Entre as ações necessárias para manter sua cidade limpa é não jogar lixo nas ruas. Assim ajudamos ao meio ambiente e mantemos nossa cidade em ordem”, discursa Ryan, primeiro colocado no Concurso de Oratória realizado pela JCI/Campos entre os vereadores mirins.
Para o presidente da Câmara, Edson Batista, esta é uma contribuição do Legislativo na formação de futuros líderes.
“Acho importante todos nós contribuirmos na construção da cidadania e novas lideranças. Como o Ryan que se destacou entre os vereadores mirins e agora vai para esta etapa regional, o que já é motivo de orgulho para nós. Sua participação já faz jus aos nossos projetos como Bonde da História e Parlamento Mirim”, afirma.
Responsável pelo Parlamento Mirim, Marilene Merlin, destacou a realização do Curso de Oratória para os jovens vereadores. “Os vereadores mirins participaram de um Curso de Oratória realizado na Escola de Gestão (EMUGLE) em parceria com a JCI/Campos. Em seguida realizamos a etapa municipal, onde o Ryan ficou em primeiro lugar. Lembrando que todos são muito talentosos e trabalham juntos pelo sucesso um do outro”, concluiu.
(Matéria extraída do site da Câmara)

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Apenas por curiosidade

O 67P/Churyumov-Gerasimenko é um cometa do Sistema Solar com um período orbital atual de 6,45 anos. Seu próximo periélio está previsto para o dia 13 de agosto de 2015. Ele é o destino da sonda espacial Rosetta, que foi lançada pela Agência Espacial Europeia em 2 de março de 2004, e que "acordou" de uma hibernação no dia 20 de janeiro de 2014 para monitorar o cometa e procurar um local adequado para o pouso.

Em 6 de agosto de 2014 a sonda encontrou-se com o 67P, passando a segui-lo em órbita no espaço. Em 12 de novembro do mesmo ano, a Philae, o pousador da Rosetta, tornou-se o primeiro objeto construído pelo Homem a pousar na superfície de um cometa.

O Dr. Marcelo Oliveira, físico, astrônomo e professor da UENF explicou que a última manobra realizada pela nave em sua longa jornada ocorreu no dia 13 de novembro de 2013. Nesse dia a nave utilizou pela última vez o planeta Terra para ajustar a sua trajetória e aumentar a sua velocidade. Após a manobra, a nave seguiu sua viagem com uma velocidade de aproximadamente 48.024 Km/h (a terra possui uma velocidade de aproximadamente 107.200 Km/h em seu movimento ao redor do sol). 

A partir do dia 07 de maio do ano passado, a nave de Rosetta iniciou as suas manobras para entrar em órbita do cometa 67P/ Churyumov-Gerasimenko. Nesse momento a nave se encontrava a uma distância de 2 milhões de quilômetros do cometa e estava a uma velocidade de 2.790Km/h em relação ao cometa. Ao término das principais manobras, a velocidade da nave em relação ao cometa foi reduzida para aproximadamente 29,44Km/h, dia 07 de julho de 2014 com o uso de motores da própria nave. E a distância entre a nave e o cometa havia sido reduzida para 4.000KM. 

A nave foi, aos poucos, entrando em órbita do cometa a distância sempre menores, permanecendo em uma órbita a aproximadamente 30 Km de distância do centro do cometa. Marcelo Oliveira considerou o feito "maravilhoso!!!", dada a distância da terra em que as manobras estavam sendo realizadas. 

No dia 12 de novembro de 2014, quando a sonda robótica Philae pousou na superfície do cometa, a distância entre o cometa e a Terra era de aproximadamente 500 milhões de quilômetros e a velocidade do cometa 67P/ Churyumov-Gerasimenko em relação ao sol era de, aproximadamente, 66.000 Km/h. 

Como a órbita do cometa é representada por uma elipse de grande excentricidade, segundo Marcelo Oliveira, a sua velocidade em relação ao sol aumenta à medida que se aproxima do perifélio (menor distância em relação ao sol), o que ocorrerá no dia 13 de agosto de 2015, quando o cometa estará a, aproximadamente. 186 milhões de quilômetros do sol. Nesse período, calcula Marcelo, o cometa estará se momento a uma velocidade de 135.000Km/h em relação ao sol. 

A "Missão Rosetta" deverá ser encerrada em dezembro deste ano.  

Descoberta

O cometa foi descoberto no ano de 1969, quando diversos astrônomos de Kiev foram visitar o Instituto de Astrofísica de Alma-Ata para efetuar pesquisa sobre cometas. Em 20 de setembro Klim Churyumov estava examinando fotos do cometa32P/Comas Solà feitos por Svetlana Gerasimenko, quando encontrou um objeto do tipo cometa em um canto de uma fotografia.

Ele imaginou que o fraco objeto detectado fosse o cometa procurado, mas ao retornar a Kiev constatou após cuidadosos estudos que um novo cometa teria sido encontrado a menos de dois graus do cometa Comas Solá.

Este cometa apresenta algumas peculiaridades. Antes de 1840 se uperifélio era de 4,0 UA (quatro vezes a distancia entre a Terra e o Sol, ou seja, 600 milhões de km), então não seria possível observá-lo da Terra.

Neste ano o cometa acabou se movendo para o interior do Sistema Solar, após um encontro com o planeta Júpiter, fazendo seu periélio cair para 3,0 UA (450 milhões de km), Durante um século, o periélio foi gradualmente diminuindo até atingir a 2,77 UA. Então, em 1959, novamente ele reencontrou-se com Júpiter diminuindo seu periélio em apenas 1,29 UA. Atualmente este cometa completa a sua translação em torno do Sol em 6,57 anos.

O Churyumov-Gerasimenko foi observado da Terra em seis aproximações do Sol: 1969 (descoberta), 1976, 1982, 1989, 1996 e 2002. Ele é um objeto incomum bastante ativo por um curto período e apresenta frequentemente, cauda no seu periélio.

Durante a sua aparição em 2002/2003, sua cauda tinha o comprimento acima de 10 arco-minuto de comprimento, com um núcleo brilhante que excedia o brilho da cauda. Mesmo após 7 meses de seu periélio, o cometa continuava a apresentar uma cauda bem desenvolvida, mas pouco depois ela rapidamente desapareceu.
(Sobre matéria de Marcelo Oliveira e  dados da Wikipedia)

Antônia Leitão - saudades!

Saudades de Antônia Leitão

Dona Antônia e familiares, amigos e admiradores no lançamento
de seu livro Flashes na Câmara de Vereadores de Campos


Com 28 emendas, LDO será votada hoje na Câmara

 A Câmara Municipal de Campos vota nesta quarta-feira (08) a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2016, em sessão ordinária, a partir das 15h.  Este ano a LDO terá 28 emendas apresentadas pelos vereadores.
A sessão ordinária desta terça-feira (07) foi dedicada à leitura das emendas ao projeto de lei nº 0065/2015 da LDO, que tem como objetivo nortear a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2016.
Segundo o presidente da Câmara, Edson Batista, as emendas foram encaminhadas para a Comissão de Orçamento e Justiça e, após parecer favorável, serão discutidas individualmente nesta quarta-feira antes da votação.
As emendas preveem a inclusão de ações não previstas nas diretrizes do orçamento nas mais diferentes áreas.
Na segunda-feira, o subsecretário municipal de Controle, Orçamento e Auditoria, Luís Fernando Alvarenga Leandro, apresentou a LDO em audiência pública na Câmara.
Ele disse que a previsão de orçamento para o próximo ano será de R$ 1,6 bilhão, equivalente ao do ano de 2008, devido à perda de receita provocada pela queda na arrecadação dos royalties.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Lei americana sobre casamento gay esquenta debate na Rússia

Em 26 de junho, a Suprema Corte dos EUA legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país. A decisão gerou reação forte na Rússia, provocando um racha: condenada por políticos conservadores, e apoiada pelos liberais. Deputado chegou a pedir bloqueio do Facebook no país, já que ferramenta do arco-íris feriria sua lei contra a promoção da homossexualidade entre menores.

"Povo é sensível a esse tipo de retórica e o nível de homofobia vai crescer ainda mais”, 
diz especialista. Foto: Piotr Kovalev / Interpress / TASS


Na última sexta-feira (26), a Suprema Corte dos EUA legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todos os 50 Estados do país, incluindo os 13 que ainda proibiam a união legal entre LGBTs.
A decisão gerou reação não apenas nos Estados Unidos, e internautas de todo o mundo começaram a expressar seu posicionamento em relação à medida nas redes sociais. No Facebook, por exemplo, muitos usuários russos usaram a ferramenta do aplicativo para pintar com o arco-íris suas fotos do perfil, expressando seu apoio.
Vitáli Milonov, membro da Assembleia Legislativa de São Petersburgo e idealizador da chamada "lei antigay", declarou em entrevista à rádio Russian News Service, que pedirá ao Roskomnadzor (Serviço Federal de Supervisão de Telecomunicações, Tecnologia da Informação e Meios de Comunicação) que bloqueie o acesso ao Facebook em território russo.
De acordo com o legislador, a ferramenta que coloca um filtro de arco-íris sobre as fotos do perfil do Facebook violou a legislação russa, que proíbe a promoção da homossexualidade entre menores de idade.

A Igreja Ortodoxa Russa também criticou a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos. Em entrevista à agência de notícias Interfax, o porta-voz da Igreja, arcipreste Vsêvolod Tcháplin, declarou que os Estados Unidos estão tentando a "impor sua visão antinatural e pós-humana aos outros países". 

Um ponto de vista diferente

Embora muitos russos tenham criticado a nova lei americana na redes, existem pontos de vista alternativos, e um grande número de internautas apoiou a decisão da Suprema Corte.

O político oposicionista Leonid Volkov, da Coalisão Democrática, escreveu no Facebook: "O amor é maravilhoso em todas suas manifestações, e o ódio é feio em todas as suas formas. Não compartilho do pessimismo daqueles que dizem que é impossível introduzir lei semelhante na Rússia. Os EUA, que são muito mais conservadores do que a Rússia, precisaram apenas de 20 anos para aprovar essa lei".

Entre os governistas, porém, também não houve unidade no posicionamento. O senador da região de Arkhangelsk, Konstantin Dobrínin, declarou à rádio Ekho Moskvi, que a Rússia diminuir a agressividade voltada a minorias sexuais.

“Antes de aprovar novas leis, é preciso criar um compromisso e considerar os interesses de todos os cidadãos do país, inclusive os representantes da comunidade LGBT e os conservadores”, disse. 

Conservadorismo obrigatório

Para o professor da Mgimo (Instituto Estatal de Relações Internacionais, na sigla em russo), Valéri Solovei, a importância dada à questão é intensificada artificialmente.

"Não haveria nenhuma reação à lei, se os meios de comunicação parassem de falar sobre isso. Essa lei está se tornando motivo de debate só por causa do barulho que a imprensa russa gerou em torno disso. Com exceção de um pequeno grupo de pessoas interessados em política, que constituem de 5% a 7% da população russa, a lei não interessa a ninguém”, diz.
A socióloga Karina Pipia, autora de um relatório sobre a homofobia na Rússia, concorda com Solovei e afirma que a forte reação da sociedade, especialmente da camada conservadora, foi provocada pelas autoridades russas.
"Obviamente, a Rússia e os países ocidentais, incluindo os EUA, estão em confrontação política. E os políticos russos tentam opor seus 'objetivos conservadores' aos do Ocidente, acusando os países ocidentais de quebrar a moral tradicional. O público, em geral, é sensível a esse tipo de retórica e o nível de homofobia vai crescer ainda mais”, disse.
(Matéria da Gazeta Russa)

Jovens deixam família e casam-se com extremistas islâmicos

Jovens deixam família e amigos e partem para o Oriente Médio para se casar com combatentes do grupo, famoso por decapitações.


Foto: Reuters
Algumas ‘noivas da jihad’ expressaram desejo de retornar, mas devem sofrer consequências. 
No início de junho, a imprensa russa gerou furor com a história de Varvara Karaúlova, de 19 anos. Estudante de filosofia na mais prestigiosa instituição do país, a Universidade Estatal de Moscou, ela foi encontrada em território turco, seguindo para a Síria para se unir às fileiras do EI (Estado Islâmico da Síria e do Iraque).
A guarda de fronteira turca a deteve em 4 de junho, quando a estudante tentava entrar no país vizinho, e seu pai teve que buscá-la na cidade de Batman, no sudeste turco. 
“Foi graças aos turcos, que já acumularam bastante experiência nisso, que Varvara foi detida ainda na fronteira entre Turquia e Síria”, explica o cientista político Aleksêi Malachenko, do Centro Carnegie de Moscou.
Karaúlova não foi a única russa que se rendeu à atração do EI. Somente em junho, foram relatados pelo menos quatro casos distintos de jovens russas entre 16 e 19 anos que tentaram ou conseguiram efetivamente entrar em território sírio para integrar o grupo radical. 
Mais de 500 europeias 
 De acordo com um relatório publicado em janeiro pelo ICSR (International Centre for the Study of Radicalisation and Political Violence), enquanto o número de estrangeiros lutando em território sírio ultrapassa os 20 mil, batendo o Afeganistão nos anos 1980, 4.000 desses provêm de países do Leste Europeu, e 550 são mulheres europeias. 
Segundo o FSB (Serviço de Segurança Federal russo), há hoje 1.700 russos, provenientes sobretudo do Cáucaso do Norte, combatendo no grupo. Mas analistas políticos acreditam que as cifras sejam ainda maiores.
Para o chefe do Centro Antiterrorismo da Comunidade dos Estados Independentes, Andrêi Nôvikov, até 5.000 cidadãos russos integram as tropas do EI.
Por que elas?
Associação de jovens como Karaúlova intriga Rússia. Foto do arquivo pessoal

O caso de Karaúlova intrigou a sociedade russa sobretudo porque a jovem cresceu em uma família cristã abastada que nunca teve ligação com o Islã. 
A estudante começou, há alguns anos, a se interessar pelo Oriente Médio, estudar árabe, e, por vezes, vestir o hijab, o lenço usado para cobrir a cabeça. Mas não se sabe ainda qual o motivo de sua associação, e se ela foi atraída por um dos recrutadores do EI que, acredita-se, existem em toda a Europa.
“Fala-se muito agora sobre certos pontos de recrutamento espalhados pela Europa e Rússia para influenciar jovens do sexo masculino capazes de empunhar armas. Mas, pelo visto, um trabalho semelhante é feito com as mulheres”, diz Malachenko.
Além disso, o grupo tem buscado atrair não apenas jovens combatentes, mas diversos profissionais. 
Além de um anúncio da organização que ganhou popularidade oferecendo salário de US$ 225 mil para a vaga de gerente em seus campos de petróleo - cerca de 12 tomados entre a Síria e o Iraque -, desde o ano passado circulam vagas para médicos, juízes, programadores, designers e até hackers.
No caso de Karaúlova, acredita-se que a jovem seria usada com o objetivo de ensinar o russo, terceira língua na escala de importância do EI, atrás apenas do árabe e do inglês. 
Noivas (e viúva) da jihad
As jovens atraídas pela organização, na maioria das vezes, são as chamadas “noivas da jihad”, que partem para a Síria com o intuito de se casar com combatentes do EI - e de lhes garantir a prole.
Foi o que aconteceu com a estonteante Seda Dudurkaeva, filha de Asu Durdukaev, um ex-ministro na república russa da Tchetchênia. Sua fuga para Aleppo, aos 20 anos, no final de 2013, para casar-se com um combatente do EI resultou na demissão do pai, anunciada no Twitter pelo presidente tchetcheno Ramzan Kadirov.
Renomeada como Aisha, a jovem logo ficou viúva do austro-georgiano Hamzat Borchashvili, e casou-se com um dos melhores amigos do marido morto, o comandante georgiano Abu Omar al-Shishani, um dos líderes da organização.
Diversas adolescentes europeias trilharam caminhos semelhantes, mas hoje estariam tentando voltar para casa, como as austríacas de ascendência bósnia Samra Kesinovic, 16, e sua amiga Sabina Selimovic, 15, ou as gêmeas britânicas Zahra e Salma Halane, 17, de pais somalianos.
Mas, se conseguirem retornar a seus países, essas garotas devem enfrentar consequências: interrogatórios, multas que chegam aos U$ 250 mil e até prisão - caso da auxiliar de enfermagem norte-americana Shannon Conley, 19. No Reino Unido, o governo ainda avalia novas leis que poderiam impedir o retorno de seus cidadãos. 
Karaulova não corre risco de ser expulsa da universidade, segundo o reitor Vladímir Mironov, mas ficará suspensa. “Em um período de um ano ela deve ter o direito de voltar à faculdade”, disse.
Encanto extremista
As redes sociais têm papel crucial no recrutamento pelo EI. Além disso, para o psicólogo russo Pável Ponomariov, jovens laicos aderem ao Islã por se sentirem incapazes de se realizar. 
“No caso de Karaúlova, trata-se de um suicídio social, uma tentativa de se apagar por completo da sociedade em que vivia e encontrar uma nova identidade em outro mundo”, diz. 
Malachenko relembra ainda o perigo da busca por um ideal de justiça e valores utópicos.
“Uma parisiense afirmou que partia para combater pelos ideais islamitas, que eram ‘superiores àqueles que lhe ensinaram na escola e na igreja’. Talvez essa pessoa fosse sincera, mas talvez ela tenha apenas cansado da rotina e busque algo mais excitante. Afinal, para ‘lutar pela justiça’, há quem parta não apenas para a Síria e o Iraque, mas também para o leste ucraniano”, diz Malachenko.
Já o historiador e arabista Gueórgui Mírski compara a popularidade do pensamento extremista atual com a dos anos 1930. “A única diferença é que, na época, os jovens ocidentais instruídos se uniam aos radicais de seu tempo: comunistas ou nazistas.”
(Matéria da Gazeta Russa)

Cheiro de golpe no ar

Cheiro de golpe no ar. As elites brasileiras não dão a mínima se continuamos a ser a "República das Bananas", desde que elas sejam as donas das bananas. Atendem ao apelo de União Nacional desde que a união seja em torno delas, tenham-nas como centro. Fizeram a cabeça da plebe rude que, ela também, faz coro com a mídia elitista. Plebe ingênua e maldosa. Quer ver o circo pegar fogo sem saber que será a primeira a virar carvão. 

Já disse, já escrevi e reafirmo que não sou petista. Votei em Lula e Dilma por falta de melhor opção. as é inaceitável que as elites busquem o poder pelo golpe. Perderam a eleição e, aproveitando-se da crise econômica e da corrupção (que está sendo investigada e os culpados, punidos), não deixam a Presidente governar e tentam, a todo custo, cassar o mandato de Dilma, eleita conforme os ditames da democracia. Que se articulem e tentem novamente em 2018. Assim é o jogo. 

Mas não. Preferem o golpe.   

sábado, 4 de julho de 2015

Adeus, Antônia Leitão!

Dona Antônia autografando seu 5º livro para seu sobrinho/filho Winston Churchill
na noite de autógrafos na Câmara de Vereadores


Dona Antônia, Avelino e a encantadora Nana na noit de lançamento de "Flashes"

Lá vem Antonia
Brincando de esconde-esconde
Com estrelas cadentes
Em noites quentes de lua cheia...
Lá vem Antonia 
Sepultando meus queixumes
Num sorriso atento
Implicando com meus ciúmes
De não ser como ela...
Lá vem Antonia
Moleca gargalhando dias
Desfiando versos e reversos
Inventando trilhas...
Lá vem Antonia
Puxando pela mão
Histórias da terra do nunca
Incendiando-se como vida
Na cauda do cometa...
Lá vem Antonia
Mexendo com meu coração
Pessimista e amargoso
Adoçando meus potes de dores
Crendo-se a fada dos meus amores
Concedendo graças a um Antonio...
Lá vem Antonia...
Vem Antonia...
Poema de Luis Antonio Cosmelli para Dona Antônia.
(Do Face de Nana)
Soube do falecimento de "dona" Antônia Leitão à noite de ontem, ao chegar do colégio onde leciono. Minha tristeza levou-me a diversos momentos de um passado recente e, como flashs, vi a ex-vereadora, amiga de Paiva Muniz, Adão Pereira Nunes e outras figuras de expressão na vida pública, na reunião na Associação de Imprensa Campista, em 1979, para discutirmos a re-criação do PTB, seu partido de outrora, extinto pela ditadura em 1966. 

Várias cenas seguiram-se àquela, quase todas com Antônia Leitão e reuniões e embates públicos na defesa dos "pés-no-chão", bordão de sua campanha exitosa para a Câmara, em 1972, quando elegeu-se vereadora (a segunda mulher eleita para o Legislativo campista - a primeira foi Hermeny Coutinho), exercendo seu mandato com dignidade, competência e, óbvio, sem meias palavras.

Lembrei-e da minha juventude (já fui jovem um dia) e minha admiração por aquela mulher que parecia uma tigresa na defesa dos pobres e miseráveis dessa terra, os espoliados pelos usineiros. Marcou época, fez história. 

Vi "dona" Antônia em cenas rápidas, defendendo os aposentados e pensionistas. Vi também uma linda mulher, de sorriso largo, recitando poemas. As homenagens que recebeu foram muitas, mas poucas para o que ela representava. Um otimismo crítico (se é que isso existe), porque, apesar das sem-vergonhices de muitos, acreditava no ser humano, num país sonhado por Getúlio, João Goulart  e Leonel Brizola. 

 Uma mulher à frente de seu tempo. Sempre. A última homenagem que recebeu, não pode estar presente. Uma placa ofertada pela Câmara, proposta po seu presidente, Edson Batista, pela participação no documentário sobre Benta Pereira, da TV Câmara Campos. Para ela, bastante significativa, pois admirava Benta, outra mulher à frente de seu tempo. 

A partir de agora, não teremos a companhia de "dona" Antônia. Sentiremos muito. Mas é uma guerreira que não será esquecida. Faz parte da nossa história. Registro aqui, mais uma vez, minha admiração e meu respeito por essa mulher que é exemplo de retidão, senso de justiça, sendo guerreira sem nunca te perdido a ternura. 

Adeus, "dona" Antônia! Os que te amam sentirão muito sua falta.  

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Mentira, maldade e oportunismo contra a prefeita Rosinha Garotinho



Rosinha e Garotinho participam de seminário no Clube dos Diretores Lojistas, com a presença 
de outros prefeitos, para discutir alternativas para a crise dos royalties (Foto: Gerson Gomes)

A Folha da Manhã, jornal de Campos, vinculado ao grupo político derrotado nas duas últimas eleições municipais vem desde o primeiro dia do governo Rosinha atacando de maneira sistemática e covarde a administração municipal, a fim de criar um ambiente negativo contra Rosinha e suas realizações. São tão inconsequentes e irresponsáveis que estão estimulando uma campanha que intitularam "Venda do futuro", que pode trazer imensos prejuízos para o comércio de Campos, as empresas que prestam serviço para a prefeitura, construtoras, hospitais e entidade filantrópicas que dependem dos recursos da prefeitura. 
Utilizando seu método mais comum, a mentira, a Folha da Manhã estimula, usando todos os instrumentos possíveis como poderão ver, a população a acreditar que a culpa pelas dificuldades que Campos passa é da Prefeita Rosinha Garotinho. Vejam no quadro abaixo, as perdas acumuladas no primeiro semestre nos 11 municípios da OMPETRO (Organização dos Municípios Produtores de Petróleo) só com royalties e participações especiais ultrapassa a casa de R$ 700 milhões. 



Além disso o município tem deixado de receber recursos federais desde outubro, como é o caso do PRONATEC. Também omitem da população a informação que o Governo do Estado tem tido sucessivas perdas de arrecadação do ICMS, que prejudicam todos os municípios. Alguém lúcido pode aceitar a versão de que a prefeita está com algumas obras paradas por que quer? Alguém minimamente esclarecido pode crer que a prefeitura tem tido dificuldade para cumprir cronograma de convênios pelo simples prazer de prejudicar instituições filantrópicas? Claro que não. Isso só nas mentes pervertidas, cheias de ódio e maldade, de quem comanda aquele jornal. Alguém que conhece o coração sincero e solidário de Rosinha, pode crer que ela fica alegre em ver pessoas desempregadas, passando por dificuldades? Claro que não. Somente os que colocam os seus interesses financeiros, o dinheiro acima de qualquer outro princípio na sua vida. 

mentira da Folha da Manhã não tem limites. No final de semana publicou uma pesquisa de um instituto chamado Pro 4, dando uma avaliação baixíssima ao governo Rosinha. Vamos aos fatos. 

Quem é o dono do instituto Pro 4, segundo registro na Junta Comercial? Murilo Diegues, um empresário que escreve e mantém uma coluna diária na Folha da Manhã, e que foi secretário do governo Sérgio Mendes, que saiu da prefeitura sem pagar os funcionários. Onde funciona o referido instituto Pro 4? Numa quitinete de propriedade da família Diegues, onde não foi encontrado nenhum funcionário. Quantas pessoas o instituto ouviu? Quatrocentas e vinte e nove, e segunda matéria da Folha da Manhã, o desgaste do governo Rosinha já teria atingido interior, conforme mostra o resultado da pesquisa em Outeiro. Acontece que Outeiro é distrito do município de Cardoso Moreira, não pertence a Campos. Poderia enumerar outras diversas mentiras colocadas na pesquisa, mas acho que é suficiente. 

oportunismo dessa gente não tem limites. Dá voz e espaço nos seus veículos ao vereador Marcão do PT para fazer acusações e pedir investigação no governo Rosinha. Será que essas pessoas pensam que o PT, de Marcão, Lula, José Dirceu, Lava Jato, Mensalão, Petrolão tem o mínimo de autoridade moral para questionar quem quer que seja? Só mesmo um oportunismo infantil para crer nisso. 

Pessoas responsáveis trabalham pela solução dos problemas. Não fomos nós que criamos a queda do barril do petróleo, estamos apenas buscando a solução, é isso que incomoda esse pessoal, nós estarmos encontrando saídas. 
(Do Blog do Garotinho)